Quinta-feira, Setembro 19, 2019

Insurgentes voltam a atacar e ameaçam eleições em Macomia

Eleicoes-Gerais- 55-19-09-19

Um grupo de insurgentes voltou a atacar a população do posto administrativo de Quiterajo, distrito de Macomia. Os ataques iniciaram ontem por volta das 19 horas e se estenderam até às 4h de hoje. Em aproximadamente 10 horas, 6 pessoas foram assassinadas e dez raptadas. Além disso, cabanas construídas após o último ataque do dia 10 foram reduzidas à cinzas e famílias ficaram novamente desalojadas. A principal mensagem dos atacantes é que não querem pessoas a residir naquele local, o que significa que não haverá eleições nessa região. Leia o artigo completo

Renamo denuncia ameaças em Nampula

Membros e simpatizantes da Renamo no povoado de Nacuia, distrito de Rapale, Nampula, estão a ser alvos de ameaça e intimidação pela Frelimo por apoiar a oposição, denunciou Manuel dos Santos, delegado da Renamo no distrito. Leia o artigo completo

Nyusi no ar e Simango na terra

Filipe Nyusi e Daviz Simango são dois engenheiros, candidatos a presidente da República e aqueles que mais províncias visitaram desde o início da campanha eleitoral. Mas enquanto o candidato da Frelimo voa de uma província para outra, de um distrito para outro, o candidato do MDM palmilha o país pela estrada, enfrentado as estradas precárias de terra batida. Leia o artigo completo

Frelimo acusada de recolher cartões de eleitor um pouco por todo o país

Casos de recolha de cartões de eleitor por membros e simpatizantes da Frelimo para fins desconhecidos, são reportados um pouco por todo o país, pelos nossos correspondentes. Leia o artigo completo

Nhongo aparece depois de ataques a dizer que os disparos não vão parar

Eleicoes-Gerais_54-18-09-19

Depois dos dois ataques havidos ontem na região de Zimpinga, o autoproclamado líder da Junta Militar da Renamo (JMR), Mariano Nhongo, convidou a imprensa para apresentar uma série de reivindicações e dizer que os ataques não vão parar enquanto a campanha não for suspensa continuará a se ouvir no territorial nacional. Leia o artigo completo

Ossufo Momade na Zambézia com duras criticas à violência e intimidação da Frelimo

Ossufo Momade está desde o dia 12 na Zambézia, arrastando multidões em comícios populares. Na província onde a Renamo ganhou as últimas eleições, o candidato presidencial da Renamo tem sido incisivo em crítica à violência eleitoral praticada pela Frelimo, chegando a recordar que “eles já fizeram isso com o presidente Dhlakama”, em referência aos vários atentados à vida que o defunto presidente da Renamo já foi vítima. Leia o artigo completo

Região sul deixada para última hora

 Sem número expressivo de leitores, a campanha eleitoral tem sido fraca nas quatro províncias da região sul do país, com os principais partidos políticos e seus candidatos presidenciais a priorizarem as regiões centro e norte. Com excepção de Ossufo Momade, que iniciou a sua caça ao voto na capital e visitou ainda os distritos de Marracuene, Boane e Matola, os outros três candidatos concentraram a sua campanha no centro e norte. Leia o artigo completo 

 Insurgentes bloqueiam campanha em Cabo Delgado

 A campanha eleitoral nos distritos alvos de ataques em Cabo Delgado está praticamente restrita às vilas-sede distritais e mesmo aqui a meio gás. A actuação muito activa dos insurgentes têm sido a principal causa da franca campanha dos distritos de Quissanga, Macomia, Meluco, Nangade, Mocímboa da Praia e Palma. Leia o artigo completo

Candidato da Renamo a deputado da AR detido em Gaza por criticar a Polícia

Eleicoes-Gerais-53-17-09-19

Foi detido ontem, no distrito de Mandlakazi, Gaza Heique Maria António Sitoe, candidato da Renamo a deputado da Assembleia da República pela província de Gaza. A detenção aconteceu após o mesmo ter publicado em sua página de Facebook uma mensagem a criticar a má actuação da Polícia durante a campanha eleitoral. Leia o artigo completo

Homens armados atacam em Manica, numa zona de influência da Renamo

Homens armados atacaram duas viaturas na madrugada de hoje ao longo da Estrada Nacional número 6 (N6), na povoação de Zimpinga, distrito de Gondola, uma zona de influência da Renamo. Zimpinga dista a poucos quilômetros de Gorongosa, onde tem a base da Junta Militar da Renamo. Do ataque resultaram quatro feridos, que viajavam nos dois camiões de carga alvejados por armas de fogo. Leia o artigo completo

População sitiada na zona costeira de Macomia morre no mar em busca de refúgio

Milhares de pessoas estão sitiadas nas aldeias da zona costeira de Macomia, sem poder se comunicar com a vila-sede distrital por via terrestre. Para buscar refúgio em zona mais segura, a população está a usar embarcações precárias para navegar pelo Oceano Índico até à vila sede do distrito de Mocímboa da Praia, que fica mais a norte. Neste sábado foi reportado o primeiro caso de morte por naufrágio de um casal que buscava sair de Quiterajo para uma zona mais segura, usando um pequeno barco de pesca. Leia o artigo completo

Maneiras mais fáceis de evitar enchimento de urnas

Com a inflacção de eleitores inscritos durante o recenseamento em Gaza neste ano, o problema  de enchimento de urnas poderá ser muito mais sério nas Eleições Gerais e das Assembleias Provinciais de 15 de Outubro próximo, entretanto pode ser contornado de maneiras fáceis. Leia o artigo completo

Guia do observador:

Evitar fraude através da observação do quadro preto e da fila de eleitores

As duas melhores formas de fazer a verificação do enchimento de urnas consistem de coisas tão simples que qualquer observador pode fazer. Na maioria dos casos, o enchimento de urnas não implica necessariamente a colocação de votos extras na urna. Pelo contrário, este tipo de fraude é feito por meio do registo de números falsos no edital de apuramento parcial. Leia o artigo completo

 

Direcção do ICS impõe censura a jornalistas de rádios comunitárias em período eleitoral

Eleicoes-Gerais_52-16-09-19

O Instituto de Comunicação Social (ICS), entidade do Governo que controla cerca de 60 rádios comunitárias em todo o país, emitiu uma circular datada de 11 de Setembro de 2019, a impedir os jornalistas das rádios comunitárias de exercer actividades jornalísticas remuneradas e de observação eleitoral, alegando que isso viola um conjunto de Leis. Leia o artigo completo

Jornalistas de rádios comunitárias queixam-se de proibição de livre cobertura de campanha

Os partidos políticos estão a impedir livre cobertura da campanha eleitoral por jornalistas de rádios comunitárias. Três casos foram registados na cidade de Maputo e na província da Zambézia em que simpatizantes da Frelimo e da Renamo interferem de forma gravosa no trabalho dos jornalistas, impedindo-os do livre exercício da profissão. Leia o artigo completo

24 óbitos, 145 feridos e 37 detidos em duas semanas da campanha eleitoral

 A tragédia de Nampula que resultou em 10 mortos e 98 feridos marcou a segunda semana de uma campanha eleitoral prenhe de casos de violência, detenções e mortes. O Boletim que conta com uma rede de pelo menos 3 jornalistas correspondentes em cada distrito, tem estado a contabilizar as principais ocorrências desde o início da campanha e até domingo, dia 15 de Setembro, havíamos registado 14 óbitos (incluindo os 10 de Nampula), 145 feridos e 37 pessoas detidas em conexão com a campanha eleitoral. Veja a tabela com número de ocorrências da primeira e segunda semanas de campanha aqui. Leia o artigo completo

Cabeça de lista da Renamo na Zambézia acusa membros da Frelimo de incendiar casa da sua mãe

Cinco desconhecidos incendiaram a residência da mãe do cabeça-de-lista da Renamo na Zambézia, Manuel de Araújo e este acusa membros da Frelimo de terem sido os autores. “Até prova em contrário, pelo modus operandi, acusamos pública e directamente ao partido Frelimo e ao seu candidato Filipe Jacinto Nyussi, por até hoje não se ter distanciado, condenando de forma pública e inequívoca os actos violentos perpetrados por membros do seu partido não só na Zambézia (Pinda, Morrumbala, Inhassunge, Derre), como noutros pontos do país”, escreveu Manuel de Araújo em nota de imprensa publicado na sua página de facebook hoje. Leia o artigo completo

Polícia diz que ataque de Malema foi mero assalto à mão armada

 A Polícia da República de Moçambique (PRM) em Malema, Nampula, confirmou ter havido ataque armado a viaturas na passada sexta-feira mas diz que se tratou de simples assalto à mão armada, afastando assim a associação do caso com homens da Renamo ou com insurgentes. Leia o artigo completo

 

Tragédia em Nampula: guarda presidencial bloqueou portões e impediu saída de pessoas do estádio

Eleicoes-Gerais- 51-15-09-19

A actuação de agentes da Casa Militar da Presidência da República, um comando especial das forças de defesa e segurança, responsável pela protecção do presidente da República, pode estar por detrás da tragédia de Nampula, que causou a morte de pelo menos 10 pessoas e aproximadamente 100 ficaram feridas. Leia o artigo completo

Renamo acusada de dois ataques em Moatize

Simpatizantes da Renamo invadiram a residência do secretário da célula da Frelimo, conhecido por Vinho, no povoado de Palombe, segundo o chefe da localidade de Nkondedzi, Augusto Chaleca. O grupo era chefiado pelo delegado da Renamo Nhoca e outro chamado Domingos. Leia o artigo completo

Campanha da Frelimo paralisa função pública em Nampula e deixa centenas de alunos sem aulas

Centenas de alunos de escolas públicas ficaram sem estudar um pouco por todos os distritos da província de Nampula na sequência da visita do candidato da Frelimo, Filipe Nyusi, naquele ponto do país. Os professores e demais funcionários públicos foram obrigados pelos, seus superiores, a abandonar os seus postos de trabalho para se juntarem à campanha da Frelimo. Leia o artigo completo

Ossufo proibido de fazer campanha no campo Municipal de Milange

Autoridades do distrito de Milange proibiram o uso do campo municipal para a realização do comício do candidato da Renamo, Ossufo Momade, na tarde deste sábado (14 de Setembro) alegadamente porque já havia sido marcado um evento no local, denunciou o Delegado Político da Renamo naquele ponto do país, Joaquim Dinala. Leia o artigo completo

Tragédia em Nampula: Frelimo fala em 10 mortes e Nyusi prossegue com a campanha

Eleicoes-Gerais- 50-12-09-19

A Frelimo ainda não tem evidências claras sobre o incidente ocorrido na tarde desta quarta-feira na cidade de Nampula e que resultou na morte de aproximadamente uma dezena de pessoas e vários feridos. A tragédia ocorreu no fim de um comício popular dirigido por Filipe Nyusi, candidato do partido às eleições presidenciais. Entretanto, um dia depois (12 de Setembro), o comandante provincial da PRM, Joaquim Sívio, foi demitido e, neste momento, uma (Comissão de Inquérito) está a levar a cabo uma investigação e dentro de 15 dias poderá emitir um relatório detalhado sobre as causas da tragédia informou Moisés Gueves, Director de Inspecção do Comando-Geral da Polícia. Leia o artigo completo

Como vai a campanha em Nampula?

Tirando a tragédia do dia 11 de Setembro, a campanha começou  à meio gás um pouco por todos os distritos da província e a maioria da população não esteve activamente envolvida no evento durante os primeiros dias. Membros e simpatizantes dos partidos Frelimo, MDM, Renamo e AMUSI, todos com candidatos às eleições presidenciais, foram saindo às ruas timidamente com bandeiras, panfletos e camisetes. Entretanto, neste momento, a província recebe dois candidatos às eleições presidenciais, Daviz Simango do MDM e Filipe Nyusi da Frelimo que se juntaram ao candidato do partido local (AMUSI) Mário Albino, na disputa pelo voto. Leia o artigo completo

Simpatizantes da Frelimo bloqueiam comitiva da Renamo em Boane

Simpatizantes da Frelimo colocaram barricadas na estrada da vila de Boane para impedir a entrada do candidato da Renamo, Ossufo Momade, e sua comitiva no mercado municipal onde estava previsto um comício daquele partido. O caso ocorreu ontem (11 de Setembro) durante a visita de Ossufo Momade a autarquia de Boane para efeitos de campanha. Leia o artigo completo

Cabeça-de-lista da Nova Democracia detido em Gaza

O cabeça-de-lista da Nova Democracia (ND) foi detido em Chókwè, Gaza, por alegado envolvimento na agressão de membros e simpatizantes da Frelimo. Mas testemunhas dizem que foram simpatizantes da Frelimo, liderados pelo secretario distrital da OJM, que atacaram a sua comitiva. Leia o artigo completo

Campanha de Filipe Nyusi termina em tragédia

Eleicoes-Gerais_49-11-09-19

Pânico e uma queda quando as pessoas deixavam o comício de Filipe Nyusi no estádio 25 de Junho, na cidade de Nampula, na tarde de hoje causaram ferimentos graves e há confirmação de mortes.

No hospital Central de Nampula para onde as vítimas foram evacuadas, só se ouviam choros e gritos de socorro. A imprensa foi impedida de fazer qualquer registo através de áudios ou fotografias pelos membros da FRELIMO. Leia o artigo completo

Nampula e Zambézia bloqueiam observação eleitoral

Enquanto a maioria das províncias estão a a emitir credenciais dos observadores de forma regular e sem sobressaltos, Zambézia e Nampula têm recusado credenciar algumas, senão todas as organizações da Sociedade Civil. A lei eleitoral estabelece que as credenciais devem ser emitidas 5 dias após a submissão do pedido. Entretanto, a Comissão Provincial de Eleições (CPE) de Nampula se limita a dizer que a máquina que plastifica os crachás dos observadores está avariada, recusando-se a emitir credenciais em papel A4, conforme propuseram algumas organizações. Leia o artigo completo

Insurgentes matam 8 pessoas e incendeiam 70 casas em Cabo Delgado

Dois ataques de insurgentes ocorreram na província de Cabo Delgado entre as 6 e 20h desta terça-feira (10 de Setembro) nos distritos de Muidumbe e Macomia.  Em 14 horas, 8 pessoas foram executadas, incluindo sete homens da Unidade de Intervenção Rápida (UIR). Além disso, quatro mulheres e dezenas de crianças foram raptadas e 70 casas reduzidas à cinza. Leia o artigo completo

Membro da Frelimo proíbe simpatizantes da Renamo de beber água numa fontenária pública

Simpatizantes da Renamo que faziam campanha foram impedidos de beber água de uma fontenária por simpatizantes da Frelimo alegadamente porque o sistema de abastecimento de água foi construído pela Frelimo. O episódio aconteceu ontem, 10 de Setembro na localidade de Chizapela, distrito de Homíne, Inhambane, Quando os simpatizantes da Renamo que saíam da localidade de Chinjinguirre se aproximaram da fontenária para beber água, um membro da Frelimo supostamente instruído pelos seus superiores trancou a alavanca para impedi-los de ter acesso a água. Leia o artigo completo

Simpatizante da Renamo denuncia ameaças por homólogos da Frelimo

Simpatizante da Renamo disse ao Boletim estar a ser alvo de ameaças por indivíduos supostamente ligados à Frelimo na cidade de Maputo. O caso ocorre dias depois de simpatizante da perdiz, Augusto Macamo, ter denunciado à polícia a recolha de números de cartões de eleitor de residentes no quarteirão 29 pelo chefe do mesmo, João Nhabinde, no bairro do Albasine. Leia o artigo completo

MDM acusa Frelimo pelo assassinato de um casal morto pelo próprio filho

Eleicoes-Gerais-48-10-09-19

O porta-voz provincial do MDM na Zambézia, Victorino Franciso, denunciou à imprensa ontem, em Quelimane, que um casal de membros do partido foi assassinado por apoiantes da Frelimo no distrito de Milange.  Segundo Francisco, o casal vinha sendo alvo de perseguição política. Leia o artigo completo

Mesas de voto duplicam em Gaza

As listas das mesas de voto para as Eleições Gerais e das Assembleias Provinciais de Outubro próximo mostram que o número de mesas de voto em Gaza aumentou 81% desde 2014. Muito mais do que o aumento da população nos últimos cinco anos. Os dados foram divulgados na semana passada pela Comissão Nacional de Eleições (CNE) e estão disponíveis em: https://cipeleicoes.org/documentos/.  Leia o artigo completo

Como vai a campanha na província da Zambézia?

Começou com a colagem de panfletos e cartazes um pouco por todos os distritos da Zambézia e evoluiu para desfiles, caravanas e comícios dirigidos pelos cabeças-de-lista dos partidos e candidatos à presidente da República. Neste momento, a província está a ser palco de uma disputa renhida durante a campanha eleitoral, pelo menos para os três partidos com assentos na Assembleia da República que têm liderado o evento. Leia o artigo completo

Desconhecidos incendeiam casa de simpatizante da Renamo

Eleicoes_Gerais-47-09-09-2019

Desconhecidos incendiaram na madrugada do dia 7 a residência de um membro da Renamo de nome José Luís, no posto administrativo de Inhangoma, distrito de Mutarara, Tete. Na altura do sucedido, o proprietário e a sua família encontravam-se a dormir no interior da casa, tendo sido despertados pelo calor das chamas. Leia o artigo completo

Simpatizante do ND agredido em Chokwé

Simpatizante da Nova Democracia (ND) foi agredido por um apoiante da Frelimo no distrito de Chókwe, Gaza, quando fazia campanha pelo seu partido. O caso foi submetido à polícia. Entretanto, segundo apurou o Boletim, membros da Frelimo tentaram, sem sucesso, aliciar a família da vítima com valores monetários para que a queixa fosse retirada. Leia o artigo completo

Simpatizante da Frelimo detido em Inhambane

Simpatizante da Frelimo foi preso e outros dois da Renamo e um MDM encontram-se detidos na província de Inhambane alegadamente por destruir material propaganda política, informou hoje o porta-voz do Comando provincial de Inhambane, Juma Ali Dauto. Os factos ocorreram nos distritos de Massinga, Funhalouro, Mabote e Inharrime na semana passada. Leia o artigo completo

Doze mortos, 29 feridos e 33 detidos desde o início da campanha eleitoral

Eleicoes-Gerais_46-08-09-19

Doze pessoas morreram na primeira semana de campanha eleitoral, sendo 10 vítimas de acidentes de viação e 2 vítimas de violência com motivações políticas. No igual período, 18 pessoas contraíram ferimentos graves e 11 ferimentos ligeiros. No total foram confirmadas detenções de 33 pessoas devido à vandalização de material de propaganda eleitoral e por envolvimento em actos de violência. Este é o balanço desde o início da campanha a 31 de Agosto até 6 de Setembro, segundo registos do Boletim. Veja o gráfico com as principais ocorrências da primeira semana da campanha eleitoral aqui.  Leia o artigo completo

 Pressão do Presidente da República para distorcer as estatísticas?

 

Começou com perguntas sobre uma possível inflação do número de eleitores inscritos na província de Gaza e uma disputa arcana sobre as estatísticas. Esta não é uma daquelas questões que normalmente envolveria um presidente da República. Mas parece ter escalado ao mais alto nível, com a intervenção do Presidente Filipe Nyusi a favor de um dos lados de uma disputa técnica. Leia o artigo completo

Simpatizantes da Renamo agridem homólogos da Frelimo

Simpatizantes da Renamo envolveram-se em confrontos com seus homólogos da Frelimo quando as caravanas dos dois partidos se cruzaram na localidade de Mulomwe, distrito de Mongincual, Nampula, no dia 6 de Setembro. Os simpatizantes da Renamo destruíram cartazes da Frelimo, não tendo havido mortes nem feridos devido a intervenção da polícia que se fez ao local para repor a ordem. Leia o artigo completo

 

Homens armados alvejam cinco cidadãos em Gorongosa

Eleicoes-Gerais-45-06-09-19

Quatro viaturas foram alvos de ataques por supostos homens da Renamo na região do Púngue, limite entre os distritos de Gorongosa e Nhamatanda, na madrugada do dia 4 de Setembro. Foram alvejados no local cinco cidadãos que contraíram ferimentos graves e encontram-se no hospital a receber tratamentos. As viaturas continuaram a viagem enquanto decorriam os ataques. Leia o artigo completo

Professor agredido por participar da campanha da Renamo

No distrito de Derre, Zambézia, posto administrativo de Gueriça, um professor de nome Aristides Assuba Domingo da Conceição, 30 anos de idade, foi agredido por desconhecidos na noite de ontem alegadamente por ter participado da recepção do cabeça-de-lista da Renamo, Manuel de Araújo, que se deslocou ao distrito para campanha do partido. Leia o artigo completo

Simpatizantes da Frelimo e Renamo envolvidos em pancadarias em Tete e Nampula

Três casos de pancadarias entre simpatizantes da Renamo e Frelimo ocorreram nos primeiros quatro dias da campanha eleitoral no distrito de Moatize, Tete, informou o porta-voz da Frelimo, Domingos Macajo, em conferência de imprensa. Leia o artigo completo

Director da campanha do MDM em Niassa denuncia ameaças pela Frelimo

O director da campanha do MDM no distrito de Muembe, Niassa, Andson da Silva José, denunciou que ele e outro membro do seu partido estão a ser vítimas de ameaças e aliciamento pela Frelimo durante a campanha eleitoral. “Ainda na manhã de ontem recebi sucessivos telefonemas de ameaça”, disse José, aos 05 de Setembro. Leia o artigo completo

Renamo fala em declaração de guerra

Em conferência de imprensa havida em Quelimane, nesta quarta-feira, o mandatário do partido Renamo, Venâncio Mondlane, considerou uma declaração de guerra os pronunciamentos feitos pela nova presidente do Instituto Nacional de Estatística (INE), Eliza Magaua, ao dizer que o caso dos 300 000 eleitores fantasmas de Gaza só será esclarecido em Dezembro de 2019. Leia o artigo completo

Por onde andam os partidos pequenos?

Passam seis dias desde o início da campanha eleitoral e ainda há partidos que não se fizeram à rua, pelo menos de forma vistosa. Enquanto os três partidos com assentos na Assembleia da República lideram a caça ao voto, com caravanas e cartazes, no outro extremo, os partidos pequenos, à excepção de alguns, estiveram totalmente invisíveis um pouco por todo o país. Leia o artigo completo

Candidato do AMUSI denuncia perseguição pela Renamo e SISE

Eleicoes-Gerais_44-04-09-19

O presidente da Acção do Movimento Unido para a Salvação Integral (AMUSI) e candidato a Presidente da República, Mário Albino, denunciou estar a ser vítima de perseguição durante a campanha eleitoral na cidade de Nampula. Leia o artigo completo

Primeiros ataques em Cabo Delgado desde o início da campanha

Foram registados os primeiros ataques em Cabo Delgado. O primeiro ocorreu na segunda-feira dia 2, quando um cidadão do sexo masculino foi atacado e esquartejado depois de ter sido surpreendido pelos insurgentes saindo do aquário de Nguri onde fora pescar, para a aldeia de Chitunda, distrito de Muidumbe, reportam nossos correspondentes. Leia o artigo completo

Cinco partidos ainda não receberam fundos para campanha

Dos 27 partidos que concorrem às eleições de 15 de Outubro cinco, ainda não receberam os fundos do Estado para financiar a sua campanha, disse o porta-voz da CNE, Paulo Cuinica, em conferência de imprensa em Maputo, esta quarta-feira. Sem avançar nomes. Cuinica explicou que os partidos em causa ainda não beneficiaram dos fundos por terem apresentado documentação incompleta. Leia o artigo completo 

Violência, intimidações, detenções, vandalização de material de campanha

 Ao quinto dia da campanha eleitoral, os partidos e seus simpatizantes saem à rua um pouco por todo o país. Entretanto, casos de intimidações, troca de insultos, cobranças compulsivas a funcionários públicos, entre outros, desenham um quadro cada vez mais distante da ordem que caracterizou o primeiro dia do arranque da campanha eleitoral. Leia o artigo completo

Duas pessoas assassinadas em conexão com campanha eleitoral

Eleicoes-Gerais-43-03-09-19 

Dois cidadãos, um membro da Renamo e outro da Frelimo, foram assassinados no Distrito de Dondo, por alegadas rivalidades políticas. Num caso, a Renamo acusa simpatizantes do MDM de terem assassinado seu membro,  enquanto no outro caso, está detido um membro da Renamo acusado de envolvimento no assassinato de um membro da Frelimo. Leia o artigo completo

Vandalização de material de propaganda

No distrito de Morrumbene, Inhambane, membros e simpatizantes da Frelimo são acusados de descolar cartazes da Renamo e substitui-los pelos do seu partido.  A vandalização dos cartazes aconteceu por volta das 09h00 e foi liderada pelo secretário da Organização da Juventude Moçambicana (OJM), Joaquim Maria, apurou o Boletim. Leia o artigo completo

Quem apoia a Renamo não vai comer

No distrito de Búzi, Sofala, secretários do bairro terá proibido simpatizantes da Renamo de se juntar às caravanas do seu partido durante a campanha eleitoral com o argumento de que quem participar da campanha da Renamo não irá beneficiar do projecto “comida pelo trabalho” destinado às vítimas das cheias e do ciclone Idai. Leia o artigo completo

Campanha prossegue… com violência, detenções, uso de bens do Estado

Eleicoes_Gerais_42-02-09-2019

Ao terceiro dia da campanha eleitoral nossos correspondentes reportam alguns casos de má conduta envolvendo os partidos políticos concorrentes. Violência, destruição de material de propaganda, uso de meios do Estado, cobranças coercivas a professores são alguns dos problemas. Leia o artigo completo.

Uso de viaturas do Estado

A Frelimo está a usar viaturas do Estado em campanha eleitoral, apesar da criminalização da prática. No distrito de Macomia, a Frelimo usou a viatura do Governo distrital de Macomia durante sua a campanha no posto administrativo de Chai. Leia o artigo completo.

Cobranças coercivas a professores

No distrito de Morrumbala, Zambézia, Frelimo obriga directores de escolas públicas e professores a contribuir com dinheiro para custear as despesas da sua campanha naquele ponto do país. Os directores são obrigados a apoiar com 500 meticais e os professores podem contribuir com o valor que puderem. Segundo as orientações do partido, a contribuição deve ser feita num prazo de cinco dias, reportam nossos correspondentes. Leia o artigo completo.

Campanha segue sem ataques em Cabo Delgado

A campanha eleitoral decorre ainda a meio gás em Cabo Delgado. Alguns partidos saem à rua, mas sem muita expressão e a vida da população segue normalmente nos distritos que nos últimos meses têm sido palco de ataques. Leia o artigo completo.

Fake News

Houve ataques em Gorongosa, mas as imagens são falsas

“Nhongo manda emboscar uma brigada do partido Frelimo que fazia campanha aqui na região de mutindire, província de Sofala causando muitos danos e mortes”. A notícia que inundou as redes sociais nos últimos dias não é falsa. Leia o artigo completo.

Criança morre atropelada por caravana da Frelimo

Uma criança morreu na noite de ontem no distrito de Namacurra, Zambézia, vítima de atropelamento por uma viatura integrando campanha da Frelimo. Ao todo, a viatura colheu sete crianças, tendo uma perdido a vida no local. Leia o artigo completo.

Quatro mortes em dois dias de campanha eleitoral

Eleicoes-Gerais_41-01-09-19 

O número de mortes em actividades ligadas à campanha eleitoral sobe para quatro. Para além dos dois casos reportados ontem pelo Boletim, mais dois casos sucederam em Manica e Zambézia. O   primeiro deu-se no distrito de Gilé, Zambézia, onde um simpatizante da Frelimo perdeu a vida após um embate entre a motorizada em que se fazia transportar e um camião quando seguia a caravana do seu partido, no dia 1 de Setembro. O malogrado foi evacuado para o hospital e mais tarde veio a perder a vida. Leia o artigo completo

Simpatizantes da Frelimo agredidos gravemente

Simpatizante da Frelimo foi brutalmente agredido por cidadãos por desconhecidos, quando este colava cartazes do seu partido no bairro de Seli, distrito do Lago, Niassa. A vítima contraiu ferimentos graves no rosto, reportam os nossos correspondentes. Leia o artigo completo

Casos de violação da Lei Eleitoral

Uso de meios do Estado para efeitos de propaganda eleitoral, casos de violência e destruição material de propaganda, entre outros ilícitos eleitorais, registaram-se um pouco por todo o país no segundo dia de campanha eleitoral. Leia o artigo completo

 

CNE atrasa no desembolso de fundos e prejudica campanha da oposição

Eleicoes-Gerais_40-31-08-19

No primeiro dia da campanha apenas o partido Frelimo inundou as cidades e vilas com material de propaganda.  A oposição não tinha material de propaganda exposto em grande escala. A situação era pior para os partidos pequenos – sem assentos na Assembleia da República. Estes partidos são dependentes de fundos do Estado para realizar a sua campanha e a Comissão Nacional de Eleições (CNE) ainda não efectuou os desembolsos. Leia o artigo completo

Polícia escolta caravanas de campanha eleitoral nos distritos alvos de ataques em Cabo Delgado

As caravanas de campanha eleitoral nos distritos do norte de Cabo Delgado alvos de ataques de insurgentes serão escoltadas pela Polícia para prevenir ataques, anunciou o Comandante Geral da Polícia, Bernardino Rafael, em Cabo Delgado. Leia o artigo completo

Campanha ordeira no resto do país

O início da campanha eleitoral foi manchado pelas duas mortes em acidentes de viação ocorridos em Pemba e Dondo. Mas no resto do País não houve casos de violência, intimidação ou vandalização de material de forma generalizada. Leia o artigo completo

CNE recusa pedido de auditoria

Eleicoes-Gerais-39-26-08-19

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) recusou pedido de auditoria de resultados do recenseamento na província de Gaza, submetido pelo Centro de Integridade Pública (CIP) àquele órgão, com fundamentos de que a informação está em segredo de justiça, sem fazer referência nem ao processo judicial, nem à Lei em que se baseia a sua argumentação e continua a usar a base de dados de Gaza para realizar o processo eleitoral. Leia o artigo completo

CNE Faz sorteio ilegal para AR

A ordem dos partidos no boletim de voto para as Eleições Legislativas escolhida no dia 21 de Agosto de 2019, pela Comissão Nacional de Eleições (CNE) violou a Lei. As posições no boletim de voto devem ser escolhidas por sorteio, ou seja, aleatoriamente, mas com alguma restrição. Leia o artigo completo

 

CNE Publica listas definitivas para as Eleições Legislativas e das Assembleias Provinciais

Eleicoes-Gerais-38-21-08-19

As listas das formações políticas revistas pela CNE foram publicadas aos 20 de Agosto de 2019. Foram excluídas algumas listas. Nove (9) partidos concorrem em todas as 11 províncias e 17 em apenas algumas. Um (1) partido concorre apenas para as Eleições das Assembleias Provinciais. Leia o artigo completo

Comissões Provinciais de Eleições não cumprem prazo legal para emissão de credenciais aos observadores

Observadores precisam de credenciais, mas em cada província o funcionamento das Comissões Provinciais de Eleições é diferente. Em 2 províncias não se precisa de emissão de novas credenciais e 2 emitiram em menos de 10 dias. Entre 6 províncias, 2 estão severamente atrasadas e 4 emitiram credenciais depois de 10 dias. Leia o artigo completo

Financiamento Eleitoral 2019: 180 milhões de meticais para candidatos e partidos políticos

O Governo disponibilizou 180 milhões de meticais para financiar a campanha dos candidatos para as Eleições Gerais e das Assembleias Provinciais de 15 de Outubro de 2019, avançou ao Boletim o porta-voz da Comissão Nacional de Eleições(CNE), Paulo Cuinica. A verba teve um aumento de 157% em relação ao montante desembolsado nas eleições de 2014. Leia o artigo completo

Investigação especial

Governo tem plano para controlar rádios comunitárias independentes

O financiamento das rádios comunitárias independentes esgota-se, estas perdem sua independência financeira e o Governo oferece dinheiro para reparar equipamentos e pagar salários, entretanto, exige controlo editorial. Isto pode ter impacto na cobertura do processo eleitoral em curso. Leia o artigo completo

 

CNE ainda não respondeu ao pedido de auditoria feito pelo CIP

Eleicoes-Gerais-37-19-08-19-

Ainda não há resposta da CNE para realizar auditoria do recenseamento eleitoral em Gaza. O Centro de Integridade Pública (CIP) solicitou em carta enviada à Comissão Nacional de Eleições (CNE) no dia 12 de Agosto de 2019, o acesso à base de dados completa dos eleitores inscritos em Gaza durante o recenseamento eleitoral para a realização de auditoria. Leia o artigo na íntegra

Onze formações políticas concorrem para AR em todas as províncias

Serão necessários longos boletins de voto nas eleições gerais de 15 de Outubro, com 24 partidos e 2 coligações disputando assentos na Assembleia da República (AR), conforme referimos na edição anterior do Boletim. 3 províncias terão listas de 25 partidos, enquanto as listas mais curtas serão de 19 partidos. Leia o artigo na íntegra

CNE não cumpre com regras de transparência dos seus actos

A CNE ignora regras importantes de transparência na gestão do processo eleitoral, ocultando ou dificultando acesso à informação de interesse público e muitas vezes violando a legislação eleitoral sobre regras de transparência. Leia o artigo na íntegra

Financiamento Eleitoral: CIP diz não haver transparência, prestação de contas nem responsabilização

Nas últimas quatro eleições gerais o Estado gastou aproximadamente 171 milhões de meticais para financiar a campanha de 40 partidos políticos. Entretanto, critérios de alocação pouco justos, omissão de informação relevante, prestação de contas lacunosas e falta de responsabilização são dos problemas que mais se repetem neste processo, conforme apurou estudo do CIP.  Leia o artigo na íntegra

 

Cerca de 30 partidos e coligações na corrida eleitoral

Eleicoes-Gerais-36-12-08-19 –

Vinte e cinco partidos (25) e duas (2) coligações apresentaram candidaturas às eleições de 15 de Outubro próximo, totalizando 27 concorrentes. Significa que das 40 formações políticas inscritas na Comissão Nacional de Eleições (CNE), 13 não concorreram, disse ao Boletim Rodrigues Timba, coordenador da Comissão dos Assuntos Legais e Deontológicos, na CNE, na última quinta-feira. Leia o artigo completo

CC aprova 4 candidatos e rejeita 3 às presidenciais

O Conselho Constitucional aprovou quatro e rejeitou três na corrida presencial. As candidaturas aprovadas são de Filipe Nyusi, da Frelimo, de Ossufo Momade, da Renamo, de Daviz Simango do MDM. A quarto candidato aprovado é Mário Albino, de AMUSI, um partido pequeno mas que tem vindo a crescer em Nampula. Leia o artigo completo

Membros da CNE vão até 2020

A Assembleia da República aprovou a extensão dos mandatos dos membros da Comissão Nacional de Eleições (CNE) que terminou em Abril passado, passando até abril de 2020. A extensão foi justificada pela necessidade de não prejudicar o processo eleitoral, segundo referiu que Rodrigue Timba, coordenador da Comissão dos Assuntos Legais e Deontológicos da CNE, ao Boletim. Leia o artigo completo

É  possível auditar recenseamento eleitoral em Gaza

Eleicoes_Gerais_35_18-07-19

Com crescente preocupação com o excessivo número de eleitores recenseados na província de Gaza, a Renamo exigiu em conferência de esta segunda-feira, na capital Maputo, a realização de uma auditoria internacional ao recenseamento eleitoral: http://bit.ly/Ren-audit . A nossa investigação apurou que uma auditoria do género poderia ser realizada de forma rápida, pelo menos a nível da província de Gaza. A reportagem especial completa está disponível aqui.

Distribuição final de Mandatos da AR:

Gaza ganha 9 assentos, Nampula, Zambézia e Sofala perdem 9

Eleicoes Gerais 34 -23-06-19

A CNE calculou hoje (domingo) a distribuição por cada círculo eleitoral do número de assentos para a Assembleia da República (AR) e atribuiu 22 assentos para a província de Gaza, um aumento exponencial de 9 mandatos, numa província onde a Frelimo ganha sempre todos os assentos. Vide a tabela aqui. Leia o artigo completo

CNE e erro de lei dão 2 assentos extras para a Frelimo na AR

Os dados de distribuição de mandatos de que o Boletim teve acesso mostram que a CNE deu um assento extra à província de Maputo que conta com 20 mandatos na Assembleia da República (AR). Se a lei fosse observada à rigor, os cálculos dariam 19 assentos à província de Maputo e 249 deputados à AR. Leia o artigo completo

Quarenta formações políticas alistam-se para concorrer às próximas eleições

 

Trinta e seis partidos, três coligações de partidos e um grupo de cidadãos alistaram-se na Comissão Nacional de Eleições (CNE) para concorrer às Eleições Legislativas e das Assembleias Provinciais de 15 de Outubro próximo. A CNE aprovou a inscrição e os partidos deverão submeter candidaturas entre os dias 02 de Julho a 1 de Agosto. O Boletim Eleitoral do CIP publica abaixo a lista das formações políticas inscritas para concorrer às eleições. Leia o artigo completo

 

Candidatos a Presidente da República têm mais 30 dias para submeter candidaturas

Eleicoes Gerais 33 -16-06-19

O prazo de submissão de candidaturas ao cargo de Presidente da República que terminava hoje foi estendido por mais 30 dias, conferindo mais tempo aos candidatos para organizar seus processos de candidatura. Leia o artigo completo

Membros da CNE apanhados em manipulação de recenseamento eleitoral na Zambézia

Quatro membros da Comissão Distrital de Eleições (CDE) de Morrumbala estão envolvidos em casos de manipulação de recenseamento eleitoral através da promoção de dupla inscrição. Leia o artigo completo

Como irá a CNE resolver a confusão das Assembleias Provincias criada pela AR

A Assembleia da República (AR) não conseguiu decidir sobre o modelo de eleição das Assembleias Provinciais (AP), deixando uma confusão tremenda para a Comissão Nacional de Eleições (CNE) resolver.  Este facto é claro na  Lei das AP (Lei 3/2019, de 31 de Maio), recentemente promulgada e publicadas. Leia o artigo completo

Terá o STAE usado erro do INE para manipular o recenseamento em Gaza?

Um erro estatístico pode ter sido usado para aumentar o número de potenciais eleitores em Gaza, segundo defende o Professor António Francisco do IESE (Instituto de Estudos Sociais e Económicos). Leia o artigo completo

 

Filipe Nyusi ganha mais 370 mil votos com a manipulação do recenseamento eleitoral

Eleicoes_Gerais_32-10-06-19

A manipulação do recenseamento eleitoral poderá dar pouco mais de 370 000 votos extras ao candidato da Frelimo, Filipe Nyusi, o que representa 6% do número total dos votos válidos previstos para as eleições deste ano, segundo nossos cálculos. Leia o artigo completo

Membros da Renamo na CNE quebram silêncio e  denunciam manipulação de recenseamento

As avarias de equipamentos associadas a problemas de corrente eléctrica que afectaram negativamente o recenseamento eleitoral, comprometendo o alcance das metas em províncias como Nampula, Zambézia, Sofala, é resultado de decisão deliberada da direção do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE), segundo denunciou Fernando Mazanga, vogal da Comissão Nacional de Eleições (CNE) indicado pela Renamo. Leia o artigo completo

Acordo de cavalheiro para não mexer na CNE antes das eleições?

Nove (9) dos 17 vogais da Comissão Nacional de Eleições (CNE) terminaram seu mandato de seis anos em Maio passado mas ainda não há plano para a substituição. Destes, 5 são indicados pela Frelimo, 3 indicados pela sociedade civil com apoio da Frelimo e um pelo MDM. Leia o artigo completo

Recenseamento atinge 90% e Gaza ganha 9 assentos na Assembleia da República

Eleicoes_Gerais_31_05.06.19

O número total de eleitores recenseados atingiu 12.9 milhões, equivalente a 90% da previsão, de acordo com os resultados preliminares dos 46 dias de recenseamento, publicados hoje pelo STAE. Entretanto, dos totais apresentados, há muitas anomalias.  Leia o artigo completo 

CNE deve retirar um assento do parlamento

Conforme o Boletim avançou na sua edição anterior a lei eleitoral conduz a um cálculo incorrecto dos assentos no parlamento.   Com base neste recenseamento, a lei ira concede 251 assentos para os 250 assentos disponíveis. (Vide a tabela).  A CNE será forçada a decidir que província terá de perder 1 assento. Leia o artigo completo

A província de Gaza é o epicentro do enchimento de urnas

A inflação do número de eleitores inscritos na província de Gaza poderá ser usada pelos órgãos de gestão eleitoral para ocultar o enchimento de urnas, que constitui uma fraude. Uma análise simples das assembleias de voto aquando das eleições de 2014, mostra que pelo menos 157 mesas de voto – 16% de todas as assembleias de Gaza – estiveram envolvidas na prática de enchimento de urnas na eleição presidencial. Leia o artigo completo

Último dia de recenseamento: enchentes no Centro e Norte, falta eleitores no Sul

Eleicoes_Gerais_30-30-05-19

No último dia recenseamento, eleitores acotovelam-se nas filas para fazer a inscrição. Nos distritos sem autarquias de Tete, Zambézia, Manica, Nampula e Cabo Delgado, nossos correspondentes reportam filas de mais de 100 pessoas. A situação é oposta na região sul, Sofala e Niassa. Não havia filas nos postos. O máximo que se podia ver em Inhambane, Gaza e Maputo é de 10 pessoas. Leia o artigo completo

Muitos postos sem recenseamento no último dia em Nampula

A província de Nampula, o maior círculo eleitoral do país, está com níveis de recenseamento muito baixos. Apenas 67% dos cerca de 1,7 milhão de eleitores foram inscritos até ao dia 26 de Maio, 6% abaixo da média nacional no mesmo dia, que é de 74%. No último dia, nossos correspondentes reportam dezenas de postos com máquinas avariadas ou com falta de material, impossibilitando a inscrição de novos eleitores. Leia o artigo completo

Oposição insatisfeita exige prorrogação do recenseamento, Frelimo faz balanço positivo

A Renamo e o MDM estão insatisfeitas com a forma como decorreu o recenseamento eleitoral e exigem que o mesmo seja prorrogado. Do lado oposto, a Frelimo diz que faz uma avaliação positiva do processo e não vê motivos objectivos para prorrogação. Leia o artigo completo

Recenseamento não deverá passar de 80%

Eleicoes_Gerais_29-28.05.19

Há cada vez menos pessoas a recensear-se. Dados do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE) divulgados hoje, mostram que nas primeiras 5 semanas eram recenseadas, em média, 131 153 pessoas por dia. Na última semana, até 26 de Maio, foram recenseadas, em média, 112 831 pessoas por dia. A continuar assim, este poderá ser dos piores recenseamentos de sempre, com aproximadamente 80% da média alcançada. Leia o artigo completo

Erro na lei baralha cálculo de assentos na Assembleia da República

Os nossos cálculos mostram que há apenas 247 assentos parlamentares. Isto acontece porque a Lei está errada na forma como atribui os assentos parlamentares às províncias. A lei nᵒ 12/2014 de 23 de Abril que altera a lei nᵒ 8/2013 de 27 de Fevereiro, estabelece no artigo 165 que o número total de recenseados é dividido por 248 assentos (dando 51 279 votos por assento, na nossa estimativa). A seguir, a lei diz que o número de eleitores em cada província é dividido por número de eleitores por assento para apurar-se o número de assentos por província.

Tal como mostra a tabela, isso dá apenas 247 assentos. Leia o artigo completo

Três detidos devido a recenseamento irregular

Três pessoas estão detidas devido a recenseamento irregular. O primeiro caso deu-se no distrito de Nacarôa, Nampula, onde duas (2) pessoas foram neutralizadas na sexta-feira, 24 de Maio, no posto de recenseamento da EPC de Mucuthy, quando tentavam recensear-se usando documentos falsificados. Leia o artigo completo

 

STAE recenseou 68,93% eleitores em 39 dias

Eleicoes Gerais 28_26-05-19

O Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) diz que recenseou 5 060 801 eleitores em 39 dias, o que corresponde a 68,93% da previsão global de em 7.341.739 eleitores. Quando o STAE fez esta contagem ainda faltavam 15 dias para o fim do processo. Leia o artigo completo 

Muitos recenseados ainda à espera de cartões de eleitor  

As avarias constantes dos equipamentos usados para o recenseamento eleitoral em curso, com destaque para as impressoras, impediram muitos cidadãos recenseados de receberem os respectivos cartões de eleitor. Faltando 4 dias para o fim do processo, muitos postos de recenseamento estão inundados de cartões de eleitor cujos titulares não os puderam levantar na hora do recenseamento e agora aparentemente desistiram ou simplesmente não sabem que seus cartões já estão impressos e disponíveis. Leia o artigo completo

Mau comportamento de agentes da polícia 

Na província de Nampula, agente da Polícia da República de Moçambique afecto ao posto de recenseamento da EPC de Lúrio no distrito de Lalaua é acusado de fazer cobranças ilícitas à quem pretende recensear-se. Os valores cobrados variam de 50 a 100 meticais, reportam os nossos correspondentes. Leia o artigo completo

Desapareceram cadernos eleitorais com 4 mil eleitores inscritos em Gurué

Pelo menos 5 cadernos eleitorais do recenseamento havido em 2018 para as eleições autárquicas desapareceram do posto da EPC Contap, em Gurué. Como resultado perto de 4 mil eleitores poderão ficar sem votar nas eleições de 15 de Outubro, se não forem novamente inscritos nestes últimos dias, disse Fernanda Lobato, porta-voz da Sala da Paz, numa conferência de imprensa, em Maputo.  Leia o artigo completo

 

Governo nega registo à agência de observação eleitoral da União Europeia e sinaliza ano difícil

Eleicoes Gerais 27_23-05-19

O Governo indeferiu o pedido de acreditação da IDEA – Internacional, uma agência intergovernamental de Estados membros da União Europeia (EU) que apoia a democracia sustentável e actua como plataforma de base para a observação eleitoral da EU. A medida sem precedente pode sinalizar que o Governo não irá permitir a observação das eleições gerais deste ano pela sociedade civil independente. Leia  o artigo completo 

Frelimo realiza recenseamento coercivo de funcionários públicos

 O partido Frelimo está a obrigar funcionários públicos a recensearem-se em locais específicos e apresentar os respectivos cartões às estruturas partidárias. Os principais alvos são professores, que são obrigados a recensearem-se nas escolas onde lecionam, mesmo residindo em outros bairros.

“Estamos a receber mensagens do partido para irmos ao partido com nossos cartões de eleitor e quando chegamos lá eles levam nossos números de cartão e põem aí e nos mandam assinar”, este é o conteúdo de uma mensagem de áudio de uma professora que circula em redes sociais desde o início desta semana. Leia o artigo completo

Renamo ameaça marcha popular para forçar prorrogação de recenseamento

A Renamo ameaçou organizar marcha popular para exigir a prorrogação do prazo do processo de recenseamento eleitoral na província de Nampula, dada fraca cobertura da inscrição aliada às avarias das máquinas. Leia o artigo completo

Províncias da Frelimo ganham 12 deputados extras

Eleicoes_Gerais_26_21-05-19

Gaza e Cabo Delgado são as únicas províncias que já registaram mais eleitores do que estava previsto e isso vai permitir que façam eleger mais 12 deputados da Assembleia da República, acima do que teriam. Gaza deverá ter mais 10 deputados e Cabo Delgado mais 2. As duas províncias são bastião da Frelimo. Em Gaza, particularmente, nenhum partido da oposição já conseguiu fazer eleger algum deputado. Zambézia, província bastião da oposição deverá perder pelo menos 6 deputados. Leia o artigo completo

Medidas do STAE para acelerar recenseamento 

Na última semana em análise, o STAE registou 131 153 eleitores por dia, o que elevou o número de recenseados nesta semana, segundo Cláudio Langa. Leia o artigo completo

Oposição denuncia irregularidades em Sofala e fala de sabotagem da Frelimo

O recenseamento eleitoral está a ser marcado por ameaças aos fiscais da oposição, inscrição de eleitores inexistentes nos cadernos eleitorais, avarias premeditadas dos equipamentos, segundo a oposição em Sofala.

“Há muita gente com vontade de recensear, mas não pode porque há problemas de máquinas, falta de toner, painéis solares e baterias”, disse o porta-voz da Bancada da Renamo na Assembleia Provincial de Sofala, Sebastião Mortal. “Estes casos acontecem com frequência nos distritos de Búzi, Caia, Marromeu e Gorongosa”, acrescentou. Leia o artigo completo

Fake News: STAE presta falsa informação na Zambézia

Eleicoes_Gerais_25-19-05-19

No Informe da 4ª Semana do Recenseamento Eleitoral na Província da Zambézia, publicado a 13 de Maio de 2019, o STAE local presta informação deliberadamente errada sobre o decurso do processo.

Das 809 Brigadas de Recenseamento Eleitoral constituídas na província da Zambézia para cobrir 1 144 Postos de Recenseamento, todas elas estão a funcionar em pleno, correspondendo a 100% de operacionalidade”, escreveu o STAE provincial da Zambézia no informe.

Esta informação não é verdadeira. Boletim reportou aqui a 14 de Maio casos de dezenas de postos que estavam encerrados naquela província devido a problemas técnicos. Confira a edição. Leia o artigo completo

Avarias e falta de material condicionam recenseamento em Nampula e Niassa

No outro extremo, as províncias de Nampula (44%) e Niassa (40%) apresentavam dos níveis mais baixos até à actualização do dia 12 de Maio e os nossos correspondentes reportam várias avarias que condicionam o recenseamento em dezenas de postos destas províncias.

No distrito de Mogovolas, no posto da EP1 de Mochiua, o recenseamento está paralisado desde o dia 6 de Maio devido a avaria no mobile ID. O supervisor da brigada disse aos nossos correspondentes que a avaria foi notificada ao STAE distrital mas ainda não houve resposta. Leia o artigo completo

Observadores dizem que metade dos postos visitados apresentam problemas

Metade de 2 893 postos de recenseamento eleitoral observados por um grupo de observadores da sociedade civil apresentam algum tipo de problema que interfere no recenseamento, disse José Dias em conferência de Imprensa na quinta-feira em Maputo. Leia o artigo completo

Não haverá prorrogação do prazo de recenseamento, diz presidente da CNE

Eleicoes_Gerais_24-16-05-19

O presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE) convocou a imprensa esta quarta-feira para dizer que não haverá prorrogação de recenseamento eleitoral, pelo que aqueles que ainda não se recensearam deverão fazê-lo nos 15 dias que faltam. “Temos ainda 15 dias e são perfeitamente suficientes para realizar a inscrição nos cadernos de recenseamento eleitoral dos cidadãos que ainda não o fizeram”, disse Sheik Abdul Carimo. Leia o artigo completo

Alguns distritos já recensearam 100% apesar dos problemas

O Distrito de Gurué alcançou a meta de 8 637 eleitores prevista para o presente recenseamento, disse ao Boletim Dércio Alfazema, da Plataforma Sala da Paz.

“A meta foi atingida em meio de dezenas de postos que não abriram até ao dia 9 de Maio. Aliás, os postos que funcionam na EPC Nintulo e EPC Mugaveia nunca abriram”, disse Alfazema. Leia o artigo completo

Nampula baixa níveis de recenseamento devido a problemas técnicos

Eleicoes_Gerais_23-15-05-19

Nampula baixou a média de pessoas recenseadas por semana. A província que é o maior círculo eleitoral do país registou até ao dia 12 de Maio, 44,18% da sua meta prevista, muito abaixo da média nacional que é de 50,35% de pessoas recenseadas no mesmo período. A queda dos níveis de registo eleitoral em Nampula pode ser consequência directa de problemas técnicos que levam a paralisação do recenseamento nos postos. Leia o artigo completo

A este ritmo recenseamento não atinge 85%

Em 28 dias de recenseamento eleitoral, foram registrados 50,3% (3.696.520 eleitores) da meta de 7.341.736. Se a taxa actual de cerca de 1 milhão de pessoas recenseadas por semana se mantiver nas últimas duas semanas e meia do recenseamento, a taxa final de 2019 será de cerca de 84%. Leia o artigo completo

População de Inhassoro boicota recenseamento

Residentes da povoação de Manhungane, distrito de Inhassoro (Inhambane) recusam-se de recensear como forma de protesto contra o incumprimento das promessas feitas pelo partido no poder, reportam os nossos correspondentes. Leia o artigo completo

 

Recenseamento eleitoral na Zambézia em situação crítica

Eleicoes_Gerais_22-13-05-19

A província da Zambézia está com níveis muito baixo de recenseamento e o risco de não atingir 90% do planificado é real. Até ao fim da segunda semana, a Província da Zambézia havia registado apenas 22.87% de eleitores. Se não houver prorrogação do prazo da inscrição, será impossível a segunda província mais populosa do país atingir 90% da meta. Leia o artigo completo

STAE colocou mais brigadas de recenseamento em zonas de influência da Frelimo – EISA

As províncias de Gaza, Maputo e Tete, consideradas zonas de influência da Frelimo tiveram grande aumento de brigadas de recenseamento de 2014 para 2019. Noutro extremo, as províncias de Nampula, Zambézia e Manica, que são historicamente bastião da oposição, tiveram baixo aumento de brigadas de recenseamento. A constatação é de Domingos do Rosário, pesquisador especialista em eleições do EISA – Instituto Eleitoral para a Democracia Sustentável em África, em artigo publicado hoje na newsletter institucional. Leia o artigo completo

Líderes comunitários reuniram-se com a CNE para reportar problemas de recenseamento na capital

Fraca afluência de eleitores, falta de corrente elétrica em postos instalados em escolas públicas, postos com condições não apropriadas e recenseamento de eleitores não residentes nos bairros, são alguns aspectos que condicionam o recenseamento na cidade de Maputo. A constatação foi feita pelos líderes comunitários e pelos órgãos de gestão eleitoral nos distritos municipais numa reunião havida com o vogal da CNE, Paulo Cuinica, em Maputo. Leia o artigo completo

 

Como vai o recenseamento eleitoral?

Eleicoes_Gerais_21-09-05-19

Na maioria dos postos, o recenseamento eleitoral vai bem. Não são reportados casos graves que obriguem à paralisação do processo. Fora os já habituais casos de avarias das máquinas e falta de corrente eléctrica, há histórias inéditas narradas pelos nossos correspondentes espalhados um pouco por todo o país, que vale a pena partilhar com os nossos leitores…. Leia o artigo completo

Multiplicam-se casos de múltipla inscrição

No distrito de Macate, Manica, um jovem foi encontrado na posse de três cartões de eleitor em seu nome, o que chamou atenção dos nossos correspondentes. Os cartões, que possuíam o mesmo número de inscrição, foram emitidos no posto da EPC de Ndenguene no domingo passado (28 de Abril). Ouvido pelo Boletim, o visado disse ter registado três vezes alegadamente à mando do secretário do bairro de Ndenguene. Entretanto, o secretário refutou as acusações que pesam contra si e disse não ter conhecimento do caso. Leia o artigo completo

Análises questionam orçamento excessivo das Eleições de 2019

O orçamento anunciado pela Comissão Nacional de Eleições para financiar as eleições gerais e das Assembleias Provinciais deste ano é excessivo e pode forçar o Governo a usar receitas das mais valias para financiar o processo, considera uma análise do grupo de pesquisa sobre Receitas e Despesas Públicas do Centro de Integridade Pública. Leia o artigo completo

 

Há cada vez menos pessoas a recensear-se

Eleicoes_Gerais_20-07-05-19

Após três semanas do recenseamento eleitoral, há cada vez menos pessoas acorrendo aos postos de recenseamento, conforme mostram os números publicados pelo STAE na manhã desta terça-feira. Embora algumas das zonas de fraca afluência sejam as atingidas pelo ciclone em Sofala, a maioria das zonas não foram afcetadas. Leia o artigo completo

Onda de ataques de jihadistas durante fim-de-semana paralisa recenseamento

Ataques sucessivos que ocorreram de sexta-feira a domingo nos distritos de Macomia e Meluco, em Cabo Delgado, dispersaram as comunidades das aldeias, paralisando o recenseamento eleitoral. Um dos ataques teve como alvo um posto de recenseamento. Os insurgentes vandalizaram equipamento. Leia o artigo completo

Observadores sem credenciais

Ao fim de duas semanas do recenseamento eleitoral, ainda havia observadores da sociedade civil que não tinham credenciais emitidas pela CNE, dificultando o seu trabalho. O excesso de burocratismo, pedido de documentos desnecessários e decisões não muito claras por parte dos Órgãos de Gestão Eleitoral  são alguns aspectos que condicionam a credenciação dos observadores, segundo o EISA (Electoral Institute for Sustainable Democracy in Africa – Instituto Eleitoral para a Democracia Sustentável em África). Leia o artigo completo

Eleicoes_Gerais_19-05 de Maio de 2019

Será que em três dias foram inscritos 122 mil eleitores em Gaza?

O STAE publicou dados de todos os eleitores inscritos até 1 de Maio (17dias após o início do recenseamento). Surpreendentemente,os mesmos revelaram uma subida significativa em relação aos dados anteriormente publicados até o dia 28 de Abril (14 dias após o início do recenseamento).Se comparados, estes dois dados indicam que, em apenas três dias da semana finda, 126 mil eleitores foram inscritos na província de Gaza e 59 mil foram inscritos na Zambézia. Estas são as províncias com que tinham os mais baixos níveis de recenseamento desde o início do processo.

Será que os órgãos eleitorais não reportavam os números reais dos eleitores inscritos nestas províncias, ou algo a mais terá acontecido em três dias? Historicamente, a região rural da província de Gaza tem sido um local de enchimento de urnas a favor da Frelimo, o que levaria o partido a desejar que fosse registado o maior número de eleitores possível. Ademais, a migração de pessoas daquela província para Maputo e Matola poderá reduzir o número de eleitores, o que sugere que os órgãos eleitorais devem estar a ser pressionados para inflacionar o total de eleitores inscritos,com vista a aumentar o número de assentos no parlamento correspondentes ao círculo eleitoral da província de Gaza. Leia o artigo completo 

 

 Dezenas de estrangeiros impedidos de recensear-se mas alguns terão conseguido

Fiscais de partidos políticos frustraram tentativa de recenseamento de cidadãos estrangeiros em regiões fronteiriças das províncias de Manica, Tete, sendo a maioria de nacionalidades malawiana, zimbabueana e Zambiana. Acredita-se que a tentativa de inscrição de estrangeiros é motivada pela busca de um documento que possa servir de identificação para estrangeiros que residem ilegalmente no país a oposição diz ainda que este pode ser um esquema organizado para permitir fraude. Leia o artigo completo

 

Insurgentes atacam posto de recenseamento em Macomia

Um posto de recenseamento na localidade de Nacate, no distrito de Macomia foi atacado na 6a feira (03.05.2019), onde os homens armados vandalizaram os equipamentos sem causar vítimas humanas no local, pois os brigadistas já haviam fugido após ouvir disparos de armas de fogo.  Leia o artigo completo

 

 

Eleicoes_Gerais_18 – 3 de Abril de 2019

Problemas no recenseamento continuam: 9% dos postos não abrem

Nossa Pesquisa sobre o funcionamento dos postos de recenseamento no dia 1 de Maio, feriado, revela que ainda persistem problemas com o equipamento. Dos 208 postos visitados pelos nossos correspondentes em zonas não afectadas pelo ciclone, 19 (9%) não estavam abertos. A não abertura dos postos deve-se à problemas com o não funcionamento da mobile ID ou impressora ou falta de toner. Estes problemas repetiram-se em mais 10% dos postos, embora, nestes, o recenseamento estivesse a decorrer. Em alguns postos, havia recenseamento, mas não era possível imprimir os cartões de eleitor. Leia o artigo completo

Recenseamento de 23% está bem abaixo da meta de 31% 

Um total de 1.706.362 eleitores registaram-se nas primeiras 2 semanas. Isso representa 23,2% da meta total de 7.341.736. Até ao fim das 2 primeiras semanas, deveriam ter-se recenseado 31% da meta total.

Na segunda semana de recenseamento houve um declínio acentuado nos níveis de inscrição: apenas 764.761 pessoas registaram-se, em comparação com 941.601 na primeira semana. Isso significa que os recenseados da segunda semana foram apenas 81% dos inscritos na primeira semana. Na segunda semana, o STAE atingiu apenas 67% de sua meta semanal (comparado a 82,4% na primeira semana). Cumulativamente, após duas semanas, o STAE recenseou 75% da meta de 14 dias. Leia o artigo completo.

Cursos gratuitos sobre educação política e eleitoral

Um programa apartidário de educação aberto e massivo, que visa aumentar interesse dos jovens sobre questões eleitorais, inspirado na plataforma tecnológica MOOC (Curso On-line Aberto e Massivo), foi desenvolvido pelo consórcio Votar Moçambique e vai incidir sobre um conceito designado Mobilize. mobilize.org.mz. Leio o artigo completo.

Eleicoes_Gerais_17-02-05-19

Recenseamento paralisado em Cabo Delgado pode forçar  STAE a prorrogar o prazo

Já vai uma semana que o recenseamento está completamente paralisado nos distritos de Ibo, de Quissanga, Macomia, Mocímboa da Praia, Muidumbe, Palma, Mecufi, Metuge e cidade de Pemba. Alguns postos recomeçaram a operar mas ninguém se vai recensear devido às chuvas que se seguiram ao ciclone Kenneth. A situação pode levar o STAE a estender o prazo de inscrição cujo término é 30 de Maio corrente. Leia o artigo completo

Problemas do STAE estarão a bloquear recenseamento na Zambézia?

A províncias da Zambézia tem o nível mais baixo de recenseamento nas primeiras duas semanas. Apenas 17% de eleitores inscritos, a par de Gaza. Coincidentemente, é nesta província que se registam casos mais insólitos de problemas de recenseamento, como reportam nossos correspondentes. Leia o artigo o completo

Fake News: Renamo distorce alguns problemas de recenseamento eleitoral

Em conferência de imprensa no dia 24 de Abril, a Renamo elencou uma série de problemas que estariam a condicionar o recenseamento eleitoral. Como consequência, exigiu a “demissão imediata” do director-geral do STAE.  É verdade que o recenseamento tem tido sérios problemas como temos vindo a reportar, mas nem tudo o que a Renamo disse à imprensa é verdade. Leia o artigo completo

Comissões Provinciais de Eleições dificultam credenciação de observadores nacionais

 – CNE deve emitir directiva de procedimentos de credenciação

Não existe um documento que descreve de forma clara os procedimentos necessários para a credenciação de observadores nacionais. Cada Comissão Provincial de Eleições (CPE) tem suas regras e isso cria obstáculos no trabalho dos observadores. Sem credenciais emitidas pela Comissão Nacional de Eleições, mas com recenseamento a decorrer, alguns observadores fazem-se aos postos para acompanhar o processo apresentando credenciais emitidas pelas suas próprias organizações e acabam detidos. Leia o artigo completo

Uso de meios de Estado em campanha eleitoral passa a ser crime

Passa a ser crime punido com pena de prisão o uso de meios do Estado, das empresas públicas e das autarquias, em campanha eleitoral. A proposta de Lei de Eleição dos Membros da Assembleia Provincial aprovada recentemente pela Assembleia da República criminaliza a prática que já era legalmente proibida mas sem punição clara, o que incentivava a violação da Lei. Leia o artigo completo

 

Cabo Delgado: população luta pela vida

e recenseamento pode esperar

Eleicoes_gerais_16_30-04-19

 

Na primeira semana do recenseamento eleitoral, Cabo Delgado foi a província com melhor desempenho: 22% de eleitores inscritos. Depois veio o ciclone Kenneth acompanhado de chuvas torrenciais, que deixou casas, estradas, pontes, rede eléctrica destruídas.  Os postos de recenseamento foram forçados a encerrar um dia antes da chegada do ciclone para não danificar os equipamentos. Os ventos pararam e a chuva abrandou, mas muitas pessoas ainda estão em busca de abrigo e ninguém se vai recensear, mesmo nos postos já reabertos. Leia o artigo completo

Homem armado no posto de recenseamento agita população

Um homem alto, forte, vestindo de camisete preta e calça de caqui, carregando arma de fogo de tipo Kalashnikov nas costas, foi visto na tarde De domingo 28, no posto de recenseamento eleitoral nr. 153, que funciona na EP2 de Mabote-Sede, no norte da província de Inhambane. A população ficou agitada, mas depois apurou-se que se trata de um agente da Polícia da República de Moçambique, destacado para garantir a segurança no local. Leia o artigo completo

Temperaturas baixas paralisam recenseamento no centro

Chuvas e temperaturas baixas registaram-se neste Domingo, um pouco por todo o país, o que condicionou o registo de eleitores em alguns postos. Em muitos destes, o recenseamento não aconteceu devido à ausência de eleitores, em outros, na sua maioria dependentes de painéis solares, não houve registo de eleitores porque os painéis não transmitiam energia suficiente para os Mobiles ID. Leia o artigo completo

Recenseamento retoma em dezenas de postos com chegada de painéis solares

Eleicoes_Gerais_15-28-04-19

Um número considerável de postos de recenseamento retomou as actividades entre sexta e sábado um pouco por todo o país, com a chegada de kits contendo painéis solares, baterias e inversores para minimizar o problema da falta de corrente elétrica que havia paralisado o recenseamento em cerca de 10% dos postos na primeira semana. Leia o artigo completo

Afectados pelo Idai em Dondo já podem recensear-se

Famílias afectadas pelas inundações do vale do rio Púngue, na localidade de Mutua, posto administrativo de Mafambisse, Dondo, já estão abrangidas pelo recenseamento eleitoral desde a segunda feira, reportam os nossos correspondentes. Leia o artigo completo

Fraca afluência na zona sul

Na zona sul do país, poucos se recenseiam desde o início do processo. Uma ronda dos nossos correspondentes por alguns postos das três províncias mostra que os brigadistas têm tido pouco trabalho em Maputo, Gaza e Inhambane. Leia o artigo completo

Painéis solares já estão no terreno mas são insuficientes para a demanda

Eleicoes_Gerais_14-25-04-19

Um dos principais problemas da primeira semana de recenseamento eleitoral é a falta de corrente eléctrica para alimentar os mobile. O STAE prometeu alocar 3 mil kits de painéis solares para reverter a situação. Está a fazê-lo mas ainda não estão a resolver o problema.

Nossos correspondentes continuam a reportar brigadas paralisadas devido à falta de corrente, um pouco por todo o país. Leia o artigo completo

Mau comportamento de brigadistas – abandono de posto e furto de combustível 

Nossos correspondentes reportam casos de brigadistas que abandonam os postos à hora do recenseamento para ocuparem-se com outras actividades em Nhamatanda. Leia o artigo completo

STAE confirma problemas na primeira semana mas está satisfeito com afluência

Eleicoes_Gerais_13-24-04-19

A primeira semana de recenseamento eleitoral foi marcada por problemas, conforme reportado nas edições anteriores deste Boletim. O Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE) reconheceu hoje estes problemas mas diz que está satisfeito com a afluência dos eleitores aos postos de recenseamento, que permitiu o alcance de 75% da meta planificada para a primeira semana. Leia o artigo completo

Renamo fala de incompetência e negligência do STAE

Uma semana após o início do recenseamento eleitoral, o partido Renamo denuncia incompetência e negligência por parte da direção do STAE. A incapacidade do órgão em resolver problemas como o não funcionamento de alguns postos, avaria constante das máquinas (Mobile ID), falta de painéis solares em postos sem acesso a corrente elétrica, levaram o partido a exigir a demissão imediata do seu director. Leia o artigo completo 

Observadores reclamam morosidade na emissão de credenciais

Mesmo com a falta de credenciais, o grupo disse ter observado o processo em 562 postos de recenseamento de 100 distritos. Com base nesta amostra, estimam que em 94% dos postos o recenseamento iniciou no dia 15 de abril, às 8h00. “Nos dias subsequentes, uma média de 84% dos postos abriu a horas”, disse Tila. Os atrasos nos restantes postos deveram-se se a ausência de brigadistas e deficiências de condições logísticas”. Leia o artigo completo

Pelo menos 80% dos postos ainda não abriram em Nhamatanda

Eleições Gerais 12 -23 de Abril de 2019

Uma semana após o começo do recenseamento, 36 dos 46 postos existentes no distrito de Nhamatanda ainda não abriram devido a falta de corrente elétrica.  Estima-se que só nestes dias, cerca de 8000 eleitores, na razão de 200 em cada posto, teriam sido registados em localidades como Bebedo, Matenga e Nhampoca, onde há problemas crónicos de energia.

Na sua maioria, os 36 postos encontram-se em localidades que não têm acesso a rede nacional de energia, o que significa que para estes o STAE local deveria ter alocado painéis solares ou geradores como tem sido feito em alguns postos. Contudo, até o momento nenhum dos postos teve acesso a painéis solares nem geradores.

Brigadistas trabalham sem identificação nem uniforme

Muitos brigadistas de recenseamento eleitoral estão a se apresentar aos postos de trabalho sem o uniforme habitual que os identifica. Nossos correspondentes reportam que a situação ocorre em todo o país, revelando uma desorganização que caracterizou a primeira semana de recenseamento. Hoje, ao nono dia do recenseamento, muitos postos ainda não abriram, um pouco por todo o país. Há postos abertos mas sem recenseamento em curso devido a avarias de máquinas e falta de energia eléctrica. O Secretariado Técnico ainda não fez balanço da primeira semana e não respondeu a tempo as nossas questões. Leia o artigo Completo 

Eleições Gerais 11 – 22 de Abril de 2019

Será que as máquinas usadas para o recenseamento estão obsoletas?

Desde o início do recenseamento eleitoral os nossos correspondentes estão a reportar casos invulgares de avarias ou mau funcionamento das máquinas. Em cada um dos 154 distritos de Moçambique, há pelo menos uma brigada que está com trabalho paralisado porque as máquinas não funcionam. Pode ser impressora, ou Mobile ID. O Secretariado Técnico da Administração (STAE) prometeu que teria técnicos no terreno prontos para a  para a manutenção dos equipamentos mas a resposta no terreno tem sido bastante tardia.

O STAE disse que iria reutilizar, no recenseamento deste ano, parte de equipamentos usados nos anos anteriores e que ficaram guardados em armazéns durantes anos. Este seria, alegadamente, uma medida de contenção de custos. Leia o artigo completo

Mas também falta de material

Não é só avarias das máquinas. O recenseamento é também constantemente interrompido em muitos postos porque falta material como toner, papel para impressão… Leia o artigo completo

Recenseamento ainda não começou 30% dos postos do distrito de Muanza

Na zona afectada pelo ciclone Idai o recenseamento ainda não iniciou em alguns postos.

“Há postos que ainda não abriram porque as estradas se encontram intransitáveis, o que dificulta a deslocação de algumas brigadas”, disse ao Boletim o director distrital do STAE, Francisco Chindana. Leia o artigo completo

Eleições Gerais 10 – 21 de Abril de 2019

Recenseamento ainda não arrancou em muitos postos, uma semana após abertura oficial

Quase uma semana após o início oficial do recenseamento eleitoral, as pessoas anda não estão a ser recenseadas em muitos locais. Nossos correspondentes em todos os distritos reportam os mais diversos problemas que condicionam o início e decurso efectivo da inscrição, destacando-se as avarias das máquinas, a falta de corrente eléctrica, postos destruídos pelo ciclone.

O recenseamento tem a duração de 45 dias, pelo que os problemas identificados podem ser resolvidos ao longo do tempo, mas um início titubeante pode levar as pessoas a desanimarem-se de deslocar-se sempre ao posto sem conseguir se inscrever. Leia o artigo completo 

Sem resposta nacional

Moçambique não tem cobertura nacional da rede de energia eléctrica. Apenas as vilas-sede distritais têm acesso à rede nacional de electricidade, o que permite uma ligação permanente durante 24 horas. Como alternativa à corrente eléctrica da rede nacional, o STAE introduziu no recenseamento de 2018 para as eleições locais, a distribuição de painéis solares para fonte de energia eléctrica. Este ano os painéis solares deviam ser alocados aos postos das zonas recônditas, mas em muitos lugares não chegaram a tempo. Leia o artigo completo

Não é só falta de corrente eléctrica

No distrito de Mogovolas (Nampula), o posto de recenseamento instalado na EP1 25 de Junho de Iuluti, o processo ficou paralisado logo no primeiro dia, instantes depois de ter aberto, devido a “falha de configuração do Mobile ID”, reportam os nossos correspondentes.

No mesmo distrito, posto da EP1 de Marrupeio, em Iuluti, os eleitores vao se recenseando sem receber os cartões de eleitor porque as impressoras não imprimem. O digitador Rui dos Santos Lopes, disse que foi orientado para continuar a recensear aos cidadãos mesmo sem emitir cartão. Leia o artigo completo

O boletim Eleições Gerais 9 completo com mais detalhes está disponível em http://bit.ly/MocEG-9

Dezenas de postos ainda não abertos devido ao Idai

Três dias após início do recenseamento eleitoral, dezenas de postos ainda não abriu em Sofala devido aos efeitos do ciclone Idai. Ruas alagadas, escolas destruídas, bairros inundados impedem que brigadistas iniciem o recenseamento em algumas áreas de Sofala, a província mais afectada.

O Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) adiou o início de recenseamento por 15 dias para permitir a recuperação dos efeitos do ciclone Idai nas regiões afectadas no Centro de Moçambique mas parece que o tempo não foi suficiente para que o processo iniciasse ao mesmo tempo em todo o país. Leia o artigo completo

Rádios comunitárias severamente afectadas, foram forçadas a interromper emissão

Severamente atingidas pelo ciclone e inundações que vieram a seguir, algumas rádios comunitárias de Sofala e Manica viram-se obrigadas a interromper a emissão. Os jornalistas locais, alguns deles correspondentes deste Boletim, reportaram como o seu trabalho foi efectuado. Leia o artigo Completo.

20% dos postos de recenseamento não abriram hoje

Pelo menos 20% dos postos de recenseamento ainda não abriram em todo o país, até ao segundo dia do recenseamento eleitoral, devido a vários problemas. Mas os nossos correspondentes espalhados em todos os distritos reportam que os problemas vão sendo resolvidos. O principal continua a ser a falta de energia eléctrica para o funcionamento dos Mobile ID, avaria de equipamentos e inexperiência ou mau domínio de equipamentos pelos brigadistas.

Nas regiões Centro e Norte há filas longas de mais de 120 pessoas, por exemplo, nas EPC de Napito, EPC de Namuno, em Cabo Delgado. Nas províncias de Sul e partes de Cabo Delgado e Niassa, há locais sem ninguém para se recensear. Na província da Zambézia a extensão das filas é muito variável. Nos posto de Muabanama, em Lungela, há mais de 130 pessoas nas filas esta manhã, enquanto no posto de Patrice Lumumba, em Pebane, contam-se a dedo as pessoas à espera de serem recenseadas. O mesmo se verifica no posto da Escola Secuindária de Maganja da Costa, que esta manhã havia apenas 4 pessoas na fila quando o nosso correspondente vistou.

LEIA O BOLETIM COMPLETO

Alguns problemas resolvidos, mas muitos prevalecem

As brigadas estão a conseguir ultrapassar os problemas à medida que vão dominando os equipamentos. É neste sentido que alguns postos que tiveram problemas com as máquinas ontem, abriram normalmente hoje. São os casos dos postos do Bairro de Ndlavela, na Matola, da Escola Secundária Januário Pedro, Mocímboa da Praia, de Chipambuleque, em Machaze, Manica.   Os técnicos do STAE também ajudaram a resolver problemas dos equipamentos, como sucedeu em Mudissa, Matutuine, na Província de Maputo, na EP1! De Ntamila, Chiconono, Muembe, Niassa.   Os problemas com as impressoras e a falta de energia continuam a principal dificuldade para o fluxo do recenseamento.   Na EP1 de Inhassoro, província de Inhambane, a brigada local estava a recensear as pessoas sem entregar os respectivos cartões de eleitor. Os cartões foram impressos hoje e as pessoas estão a voltar para levantá-los. O mesmo sucedeu na EP1 Samora Machel, Erati, província de Nampula, que as pessoas estavam a ser recenseadas sem poder levantar o cartão de eleitor. Nos postos de EPC Bobe em Magude (Maputo) e PEC Nndango, Chemba (Sofala), as impressoras ainda não funcionavam na manhã de hoje. No posto de Malanga, Distrito de Manjune, no Niassa, não havia toner para…

LEIA O BOLETIM COMPLETO

Meta é recensear 14 milhões de eleitores

Eleições Gerais 6 – 14 de Abril do 2019

Moçambique não tem recenseamento eleitoral permanente, pelo que os eleitores devem fazer recenseamento de raiz a cada 5 anos, para cada ciclo eleitoral. O recenseamento decorre em todo o país (e exterior). No ano passado foram recenseadas 6 824 582 pessoas nos 53 distritos com autarquias, para as eleições. Estas pessoas não precisam se recensear de novo. O STAE espera recensear este ano 7 341 736 eleitores, totalizando 14 166 318. Cada brigada de recenseamento tem um kit, conhecido como “Mobile IDl”, contendo um computador portátil, uma câmara, leitor de impressão digital e impressora de cartão de recenseamento. Muitos dos kits foram usados há cinco anos e no ano passado, mas foram renovados e actualizados. Uma melhoria importante introduzida ano passado é a aquisição de 3000 painéis solares, que substituem os geradores, que eram mais difíceis de usar. Com a queda de infraestruturas da rede de energia eléctrica em algumas zonas devido ao ciclone Idai, os geradores poderão voltar a ser usados onde for necessário. Algumas regiões de Moçambique são normalmente de difícil acesso, de tal modo que algumas brigadas de recenseamento viajam de barco, canoa, trator, carroça de burro e…

LEIA O BOLETIM COMPLETO

Recenseamento abre amanhã – mas STAE “deve se adaptar” aos efeitos do Idai

Eleições Gerais 6 – 14 de Abril do 2019

O recenseamento eleitoral abre amanhã, segunda-feira, mas não em todo o país. Existem 7 737 postos de recenseamento em todo o país (que serão também postos de votação), mas apenas 5 096 brigadas de recenseamento. Algumas brigadas serão móveis e seguirão um cronograma fixo para cobrir vários postos de recenseamento nas zonas rurais. O STAE vai, também, recorrer a brigadas móveis para responder aos efeitos do Ciclone Idai e das inundações que se seguiram, na região centro, explicou Cláudio Langa, porta-voz da Secretaria Técnica Eleitoral (STAE) em conferência de imprensa que concedeu na sexta-feira. “Vamos nos adaptar”, disse Langa. O recenseamento decorre durante 46 dias – de 15 de Abril a 30 de Maio – e o STAE usará da experiência das duas primeiras semanas para se adaptar às condições locais. Com o decorrer do recenseamento, as brigadas móveis ir-se-ão deslocar às zonas mais isoladas pelas cheias, à medida que as águas for baixando. Em Mafambisse, o Rio Púnguè ainda está quase 1 metro acima do nível do nível de alerta e está a baixar apenas 10 cm por dia. Algumas áreas ainda permanecem inacessíveis. O mapa de acesso do Programa…

LEIA O BOLETIM COMPLETO

Este boletim é publicado pelo CIP e tem vindo a cobrir as eleições e processo de democratização desde 1992.

Boletins detalhados estão sendo publicados mais de 100 vezes durante o recenseamento, campanha e apuramento de votos, com base em informações de nossa equipe de 450 correspondentes em todo o país.

Editor: Joseph Hanlon
Director: Edson Cortez
Chefe de Redação: Borges Nhamire
Repórteres:
Magda Mendonça
Aldemiro Bande
Sheila Nhancale
Graciano Cláudio
João Machassel

Assistentes do Programa:
Nélia Nhacume
Telma Mahiquene
Publicado por:
O Centro de Integridade Pública (CIP), Maputo

Boletins de eleições estão disponíveis por email. Assine aqui: